Tratamento e Manutenção de Cabelos Coloridos – Dicas de Rotina

Padrão

Voltay! 😀 Vocês já devem saber quem sou devido a minha publicação passada: Cabelos Coloridos – O Início. E como também havia dito nesta mesma publicação, meus textos aqui no Hair Mod serão voltados para os iniciantes no mundo das cores, que ainda se sentem meio perdidos, mas gostam de fazer as coisas em casa e usam a internet como ferramenta para pesquisar soluções/prevenções para/de possíveis problemas cabeleirísticos e formas alternativas de tratamento. Complementando a publicação passada, hoje vou passar algumas dicas básicas sobre Tratamentos e Manutenção de Cabelos Coloridos. Acompanhe!

Image

Químicas: Uma vez iniciado no mundo dos cabelos coloridos, já vai se adaptando: as descolorações serão inevitáveis. Nesse contexto, é importante ressaltar que pessoas que possuem muitas outras químicas no cabelo – como relaxamento, alisamento, progressivas e afins – terão trabalho dobrado para manter o cabelo saudável. Eu, particularmente, nem recomendo a descoloração nesses casos, mas em alguns casos ela pode ser até possível – como por exemplo, nas progressivas cujos princípios ativos são compatíveis com a descoloração. Não vou aprofundar muito nesse assunto, porque não é uma área que tenho muito conhecimento acumulado, mas citando a progressiva, posso recomendar por experiência própria: faça uma escolha! Mantenha a química da progressiva, ou aceite as descolorações, pois a menos que você goste de manter uma mesma cor de cabelo constantemente – o que definitivamente não é o meu caso – à longo prazo, a junção da química da progressiva (mesmo sendo aquelas “sem formol”) tende a entrar em atrito com as praticas de descoloração. Eu já tive que cortar o cabelo uma vez, porque ele estava ficando fraco e não crescia, e não adianta dizer que foi por falta de tratamento, que não foi! (Quem me conhece, sabe das manias!) Então, acabei optando por largar de vez qualquer tipo de progressiva e usar redutores de volume, o que definitivamente deu certo. Atualmente, mantenho meus cabelos curtos porque acabei gostando da praticidade e achei que combinou muito mais comigo do que os cabelos compridos, mas vivo descolorindo e consigo manter o volume dos meus cabelos controlados, sem problemas. Outra opção é assumir de vez o cabelo cacheado e enroladinho, que bem tratado, consegue ser bem mais bonito do que cabelos lambidos, e que combina sim com as mais diversas cores! *-* 😀 Se você possui algum outro tipo de química que não citei aqui, pesquise e procure saber se é compatível com a descoloração, e principalmente, quais serão seus efeitos à longo prazo!

Cronograma Capilar: Creio que todo mundo que entra no mundo dos cabelos coloridos, uma hora ou outra se depara com essa expressão: Cronograma Capilar. Mas o que será isso? Explicar detalhadamente tornará esta publicação muito grande, então, pode ser que futuramente eu aprofunde o assunto, mas resumidamente, o Cronograma Capilar consiste em dividir o tratamento dos cabelos em Hidratações, Nutrições e Reconstruções, utilizando produtos próprios para cada fase em dias da semana pré-determinados e também, conforme a necessidade do fio. Cada produto possui um respectivo princípio ativo dominante, como por exemplo: o RMC da Amend, que possui Queratina. Para quem já tem um pouco de conhecimento da marca e de princípios ativos, sabe que a Queratina é um princípio ativo reconstrutivo, e que deve ser usado ocasionalmente conforme a necessidade. Para saber determinar se um produtos é H/N/R (abreviação para Hidratação/Nutrição/Reconstrução), basta pesquisar os princípios ativos comuns, como por exemplo: babosa, aloe vera, queratina, vitaminas A, B, C, D – o alfabeto inteiro haha – argan, enfim, todos aqueles nomezinhos que vem nos rótulos e aprender sobre cada um deles. Dica: Eu cheguei à fazer uma tabela na época, hoje já fica mais fácil associar! Parece cansativo? Parece, mas não precisa ser tudo de uma vez! Quem se interessar pelo assunto, e não quiser esperar minhas próximas publicações, pode acessar meus textos sobre o assunto que escrevi no Universo Asfixia: Cronograma Capilar | Hidratação | Nutrição | Reconstrução. Esses meus textos são de 2012 e estão meia boca, porque na época eu também estava aprendendo, mas dá pra ter uma noção geral do que se trata! Quem estiver insatisfeito, só mais um motivo para ir atrás e pesquisar! 😀

Produtos de Cabelo: Você pensou que era só tratar antes de descolorir, pintar e depois dar uma hidratadinha que o cabelo ficava lindo e se mantinha assim pra sempre? Sabe de nada, inocente! Hahaha! 😛 Aprenda a gostar de comprar cosméticos capilares, e mais importante: aprenda a usá-los! Quem não quiser seguir um cronograma, ok, mas acostume-se à dar uma hidratada e suprir as necessidades do seu cabelo nem que seja, no mínimo, duas vezes por semana! E nada melhor do que aprender a gostar de produtos de cabelo: existem dos mais diversos tipos, das mais diversas marcas e para os mais diversos bolsos. Tenha noção de que não é porque é caro, que será bom, e também, largue o preconceito de lado e veja que muitas coisas baratinhas – Yamasterol, por exemplo – serão seus melhores amigos para sempre, amém! Aliás, recomendo também, que sejam espertos e aprendam a detectar oportunidades: às vezes uma máscara pode ser mais carinha, mas se for realmente uma máscara boa, vale o negócio! E ainda mais, há de se pensar nos produtos que podem ser mais caros, mas vem em maior quantidade. Saber se é bom ou não, só testando, mas não ache que vá conseguir muita coisa com os Sedas da vida, portanto, pesquise bastante e conheça marcas novas! Eu, particularmente, adoro fazer isso! E por isso vou compartilhar com vocês uma foto de alguns produtinhos que resenhei recentemente. Quem quiser ver outras resenhas, só fuçar o blog!

ImageNas imagens: Linha Joy! | Linha K.Pro | Máscaras L’Oreal | Yamasterol

Calendário de Descoloração: É muito importante, importantíssimo e importantão reconhecer quando o cabelo pode ser descolorido. É claro que com as dicas acima, vocês já sabem que é super necessário manter os tratamentos sempre, mas, mesmo que visivelmente o cabelo aparente estar bom, sair descolorindo loucamente não é uma boa ideia, portanto, tenha limites. Eu sempre costumo dar um espaço de três meses quando faço uma descoloração, porque percebo que esse é o período de recuperação do meu cabelo. (Estou falando à respeito do comprimento do fio, se você não suporta ver sua raíz crescendo, retoque com frequência, mas apenas a raíz!) Então, porquê calendário? Simples, eu costumo realmente anotar na agenda quando descoloro e quando poderá ocorrer uma “possível” descoloração em meu cabelo, assim não há a perda de vista do processo. Anote tudo. u.u

Dicas de Retoque: Quem gosta de manter a cor sempre viva, pode se programar – como disse acima, literalmente anotar na agenda – as possíveis datas de retoque e de banho de brilho no cabelo. A Rakis explica de montão como faz banho de brilhos e afins aqui no blog, então, não vejo necessidade de aprofundar. Mas é isso: se não gosta de cabelo colorido com raíz, programe-se para refazê-la todo mês dia 15, por exemplo. E para conservar os cabelos sempre brilhantes, programe um banho de brilho toda semana, ou todo mês, até devidamente pintar os cabelos na data programada. (Repare que quando falo em banho de brilho, não estou necessariamente dizendo pintura, porque vai um dinheirão aí se você for pintar o cabelo toda semana, ao invés de fazer um banhozinho de brilho básico!). Vale a pena lembrar que usando tintas de qualidades, a cor durará mais! 😉

Dicas Anti Desbotamento: No Universo Asfixia fiz uma postagem completa sobre este tema, quem quiser ler na íntegra, pode acessar clicando aqui. Mas enfim, resumindo todo o fio da história: use produtos de qualidade e trate sempre do seu cabelo, assim ele não fica poroso e segura a tinta, pois as escamas quando abertas, deixam o “pigmento” escapar“. Também não tome banhos quentes e nem deixe de usar produtos com proteção solar para cabelos, pelo mesmo motivo citado anteriormente: a temperatura faz com que as escamas do cabelo se abram e soltem mais pigmentação que o normal. Também recomendo que, quando for criar uma nova cor através da diluição – misturar no creme – troque o creme por mix fixador, que é uma espécie de tinta sem pigmentos, pois ele prologa a fixação da cor. (Rakis vende! :D) E é isso, o desbotamento é inevitável, não existe tinta que não desbota, mas ele pode variar conforme a marca/qualidade da tinta e também, pode ser adiado conforme os cuidados!

Informação: Este item é regra: não deixe de pesquisar e procurar por tratamentos novos para seus cabelos. Isso fará toda a diferença no decorrer do processo. E também, não fique chateado se errar, pois, é assim que aprendemos. Mas não deixe, jamais, de ir atrás de informação! Aprenda a gostar mais de tratamentos do que de químicas e preocupe-se em fazer tudo direitinho – sem ser tacando qualquer coisa nos cabelos – que ele se manterá bonito e colorido! ♥ É tudo questão de paciência e cuidado. Informe-se sempre!

Espero ter ajudado bastante os novatos e espero que compreendam que também aprendo enquanto escrevo para vocês. Boa sorte em suas experiências cabeleirísticas! *-* Para quem gostou da publicação, peço que retribuam acessando a página do meu blog e curtindo, assim consigo continuar adquirindo parcerias e gerando mais conteúdo! (Página do Universo Asfixia)  *-* Também passem no Universo Asfixia para me visitar e me adcionem nas redes sociais se quiserem! *-* E enfim, é isso, queria agradecer a linda da Rakis pelo espaço e por confiar essa missão à mim, e espero que tenha sido à altura do Hair Mod que sempre é cheinho de conteúdo! 😀 😀 😀

Volto já! Big Bejos! • Asphyxia •

Facebook | Twitter | Instagram

Anúncios

»

  1. Beibi, amei demais a proposta dos seus posts porque me encaixo exatamente no perfil: colorida iniciante.

    Minha única experiência com tintas (de farmácia, veja você) foi um desastre. Por isso fiquei bem longe das tintas, apesar de sempre morrer de vontade de ter um cabelo de Cavaleiros do zodíaco.

    Eu sou véia, tenho 33 anos, mas por sorte nenhum fiozinho branco que necessite correção.
    Por conta do desastre da única vez que achei que seria uma boa ser ruiva – cagalhou o cabelo de tal forma que só cortando e deixando crescer de novo – comecei a fazer escova com tioglicolato.
    Eu se que isso é um palavrão para quem precisa descolorir, já que é suicídio capilar tentar que o tioglicolato e o descolorante cheguem perto um do outro, mas não faço mais essa escova. Tioglicolato, apesar do efeito maravilindo, quebrou muito meu cabelo no encontro do cabelo virgem. Eu estava com o cabelo muito ralinho porque os fios não cresciam.

    Há 4 meses fiz um escova marroquina pela última vez, mas não achei muito boa. Estava acostumada com o efeito perfeitinho do tiogli e a escova marroquina – que nada mais é do que uma progressiva – deixa o cabelo com cara de alisado. Por ouro lado, meu cabelo está crescendo por igual, já que ela não quebrou os fios.

    Estive lendo bastante coisa sobre cabelos coloridos nos últimos dias, mas nada ainda realmente conseguiu responder minhas dúvidas.
    Meu cabelo natural é castanho e liso. As escovas que eu faço são só para acalmar os “pentelhinhos” que nascem perto da têmpora e para baixar o frizz.
    Meu cabelo já era oleoso, mas com as escovas, ele ficou suuuuuper oleoso. Tipo: lavei de manhã, mas antes de dormir ele já está todo grudado, com cara de uma semana sem lavar. É sério.

    Porque sou velha, porque sou engenheira, porque sou servidora pública, porque preciso passar uma imagem de “respeito” (que não combina nada comigo, já que sou cheia de tatuagens – que cubro no trabalho), não posso partir para um cabelão todo colorido.
    Minha alternativa será fazer umas luzes claras e passar tonalizantes por cima para colorir somente essas luzes (aliás, aconselha um tonalizante fantasia que saia RÁPIDO?).

    O que me preocupa é a necessidade de hidratação: se meu cabelo é essa meleca ultra oleosa mesmo eu só usando xampu para cabelos oleosos, como é que eu vou fazer hidratações? Vai deixar meu cabelo ainda pior!

    Se eu fosse pintar o cabelo todo seria fácil, mas só com as mechas, acho que será um problemão manter.

    E então, gata, você tem experiência com isso?
    Tem algum conselho para dar?

    Grande beijo!!

    • Bom, vamos ver se consigo te ajudar:
      • Primeiro: a única maneira de saber se o seu cabelo vai quebrar ou não com essas descolorações, é o teste de mecha! (Sabe como faz? Se não souber, dá um toque!) Porque só assim saberemos que por esta progressiva que você usou, cujo os resíduos que ainda estejam no seu cabelo, não irá dar problemas e ele quebrar de novo! E mesmo as mechinhas, afinal, você não irá querer mechinhas ressecadas, certo? (E espero que tenha pensado a respeito da parte de químicas, que falei lá no post!)
      • Segundo: dicas de tonalizante que saiam com o vento: Keraton Hard Colors. Eu já usei a vermelha e saia praticamente tudo na primeira lavagem. Dizem que a rosa costuma durar um bocado, mas de qualquer forma, a fixação desse tonalizante é bem pouca, e ele costuma sair bem rápido.
      • Terceiro: Se seu cabelo é hiper oleoso, (o meu sempre fica também! :c) não tem jeito. Continua usando produtos específicos pro seu tipo de cabelo (aliás, já ouviu falar na linha Gengibre Fresh Ginger da Inoar? Procura que creio que você vá gostar, é uma maravilha! *-*) e usa apenas uma gotinha de condicionador apenas nas pontas. (E o creme hidratante também, quando for aplicar, apenas nas pontas!). E é isso… se você realmente precisa lavar os cabelos todos os dias, procure por produtos de uso diário que sejam bons, o jeito é ceder mesmo e aceitar nossos fios como são!

      Ficou mais alguma dúvida, menine?!
      Espero que tenha ajudado!
      Beijos!

      • Gata! Muito obrigada pela atenção e pelo carinho!!

        Teste da mecha é obrigatório: certeza de que vai rolar. Maxina o cabelo todo hidratado e aquelas mechas de cabelo de boneca no meio… Realmente impensável.

        Obrigada pela dica de tonalizante. Já tinha ouvido falar que o Hard Colors era bem fraquinho. Vou nele para começar os trabalhos.

        Não conhecia a Fresh Ginger! Estou usando o Nativa SPA Melissa e Alecrim (que cheiro gostoso!), o Vishy Sebo correteur e o Doctar AntiCaspa (recomendado pela dermato, apesar de eu não ter caspa). Mesmo assim o cabelo é uma meleca só. Vou tentar sua dica! 😀

        Comprei na sua loja uma fração do Blond Me Lift 9. Todo mundo que usou falou muito bem desse descolorante. É o que vou levar para a cabeleireira usar.
        Como não tinha a água oxigenada da Schwarzkopf (saúde!), vou de oxigenada de salão 30 volumes – até porque não vou precisar de uma base tão clara.

        Mais uma vez, agradeço demais pelo carinho e por ter dedicado seu tempo para me responder.

        Paixão total por esse blog!

        Beijocas, Phyx!

        • Fico feliz em tê-la ajudado, menine!
          Um aviso: o Fresh Ginger é meio fraco, mas indico para o caso de você precisar lavar os cabelos todos os dias, pois ele não agride, já que o shampoo não tem ação muito “detergente”.

          Depois volte pra dizer como as mechas ficaram! *-*
          Bejhones!

Deixe um comentário ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s