A Vaca Lambeu! Parte II

Padrão

Olá pessoal, eu sei, demorei três séculos pra fazer a segunda parte dessas postagens, mas esse semestre tá tudo mais puxado que o normal, me perdoem u.u

Voltando ao assunto dos alisamentos, hoje vou falar dos principais tipos. Vou ressaltar que estes posts vão trabalhar apenas com os alisamentos químicos clássicos, as escovas vão ficar pra um segundo momento, ok?

Como eu já disse no post anterior da série, todos eles utilizam mais ou menos o mesmo processo químico, o que muda são os agentes da reação. Mas é sempre um composto básico que quebra as pontes do cabelo, tirando sua forma original e deixando ele com aspecto liso.

Alisamento com Hidróxido de Sódio/Litio: o mais forte de todos. É indicado pra cabelo com muito frizz, grossos e bem difíceis de alisar. Geralmente apresenta alteração na cor natural do cabelo, dando meio aquele jeito de queimado do sol, desbotado, sabe? Como é um produto bem forte, o cuidado ao aplicar deve ser mais que o dobro, pra que o cabelo não saia danificado demais no processo.

Alisamento com Guanidina: a guanidina é meio que um intermediário na potência. Indicado pra uma gama maior de tipos capilares por ser mais ‘personalizável’.  A potência vai variar de acordo com a especificação do produto e o quão forte a mistura de carbonato de guanidina com o hidróxido de cálcio fica, e claro, do tipo de cabelo a ser alisado. O cuidado aqui também é indispensável, pois mãos pouco habilidosas em trabalhar com a guanidina podem deixa a mistura pesada demais e acabar danificando permanentemente o fio. Ela é que menos interfere na cor no cabelo, deixando ele mais brilhoso que as outras.

Alisamento com Tioglicolato de Amônia: é o mais fraco. Indicado pra cabelos mais finos e que possuem já químicas prévias, inclusive a descoloração. Porém, é importante procurar os ‘tios’ que foram já desenvolvidos para cabelos loiros, ressaltando também que não dá pra usar ele em cabelos muito claros [alisar e platinar, nem pensar – aliás, que rima tosca que ficou]. Apesar de ser mais levinho, ele também pode interferir um pouco na cor do cabelo, mas bem menos que os hidróxidos de sódio/lítio.

Bem gente, esses são os tipos mais comuns, lembrando novamente que como são químicas bem complexas, é bom que se tenha experiência em trabalhar com elas pra que o cabelo não saia danificado e sem possibilidade de recuperação, porque ninguém quer ir ficar lisinha e sedosa e voltar com um arame farpado no lugar do cabelo né?

No próximo post eu vou falar de como cuidar/recuperar um cabelo alisado, o que se deve evitar, produtos compatíveis entre outras coisas pra manter as madeixas bonitas.

Não esqueçam de me dar aquele toque sobre o que vocês querem mais saber, e se tiver alguém que quiser compartilhar a experiência com produtos específicos ou alisamentos que se deram melhor, só se manifestar, ok? E vou tentar escrever menos das próximas vezes, pros posts não darem sono…

Bom final de semana pra vocês!

 

Anúncios

»

  1. Oi Ju, que bom que vc esclareceu pra que cabelo é cada um, pq eu já me meti em muita furada por causa dessa história de alisamento. Passei 3 anos da minha vida escrava da Guanidina, isso pq quando eu passei o povo do salão dizia que era menos agressiva pro cabelo. Meu cabelo é bem cacheado e muito volumoso, e tinha me revoltado com os alisamentos e cortei meu cabelo curtíssimo para me livrar e tudo! Mas não aguentei, e comecei a passar tioglicolato só na raiz dessa vez e selagem nele todo. Hoje meu cabelo é lindo (tirando o fato que tive problemas com a cor dele já que os dois produtos tendem a clarear) mas to muito feliz, e os dois produtos aplico em casa, ou seja, meus gastos são mínimos. O alisante que eu uso é o wellastrate suave, comigo funcionou super bem, pq eu espera somente um redução de volume, mais com uso dele e do selante ele ficou bem liso. Beijos.

  2. vc poderia dar sugestoes de produtos para se fazer esses alisamentos… por exemplo andei lendo sobre o kit wellastrate q serve para alisiar e talz =) vc conhece outros, recomenda algum? =)

  3. Eu sei que o que vou perguntar não tem nada a ver com o post, mas como no face tava escrito que dúvidas capilares seriam respondidas somente no blog, vim correndo aqui HAIUEHUAIHEUIA bom, eu tenho cabelo vermelho-puxando-pro-rosa. Eu uso a tinta da Alfaparf, a Redbooster e faço banho de brilho com anilina rosa, aí ele fica esse tom aqui https://fbcdn-sphotos-a.akamaihd.net/hphotos-ak-ash3/s720x720/525541_228136010626854_100002913697369_437212_1331819544_n.jpg (confesso que a última vez que tingi usei a Magicontrast da L’Oreal, mas foi só por não ter encontrado a que uso sempre, que puxa bem pro rosa). Pois bem, eu gosto MUITO que puxe bem pro rosa, e a anilina não anda dando mta conta. Cheguei a usar aquela Insane Pink da Keraton e taquei por cima, como banho de brilho, só que daí ele puxou o tom pro Magenta, fechou o tom. Gostaria de saber se alguma das tintas da Candy Colors faria esse trabalho de ‘rosar’ o meu vermelho nos banhos de brilho. Ah, e outra dúvida. Eu queria fazer umas mechas roxas na parte debaixo, é claro que se eu descolorir, ele não vai ficar numa base puxada pro branco nunca. no máximo um loiro-amarelo. A blueberry pegaria? Obrigada e desculpa mesmo o comentário aleatório 8D

  4. Olá eu aliso meu cabelo a muitos anos usei muitos alisantes e me dei muito bem com a guarnidina da avlon que geralmente é aplicada no salão o meu cabelo é muito crespo, e com o efeito do alisamento ele fica um um cacho solto ser ser muito artificial e quando feito escova e chapinha fica um liso perfeito, porem não é compativel com tinturas, vc até pode tingir mas deve evita-las, já usei o wellastrate é bom, mas o cabelo não cresce tanto quando com o alisamento avlon é caro custa em média no salão R$ 120,00 reias aqui no meu bairro e da para ficar uns 4 meses ou até a raiz começar a incomodar, o cabelo fica bem maleavel da para usa-lo solto cacheado ou com chapinha , eu gosto muito. antes eu ia no salão fazer hidratações e cauterização a cada 15 dias, mas com as dicas aqui do blog só apareço lá para fazer o relaxamento da avlon, isso por que ainda não tive grana para comprar o kit e fazer em casa, mas glicopan , tutanoe yamasterol… etc, nunca mais me deixaram ir no salão.

  5. amei o blog, e sou desses desses cabeleireiros de experiência tbm, e se você querer uma parceria
    eu vou te mandando uns posts massa, ensinando como colorir colorido mesmo sem precisar de tinta, e colorir de qualquer cor, até em tons pastéis, eu ajudo!
    beijo
    ótimo blog

Deixe um comentário ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s